Trabalhando em casa

Trabalhando em casa emprego dos sonhos trabalhando em casa

As medidas de precaução contra a disseminação acelerada da Covid-19 incluem a recomendação da adoção do trabalho remoto pelas empresas.

Flavio Ferrari, Head BR do CIFS – Copenhagen Institute for Futres Studies, havia alertado que as crises antecipam o futuro. E o “home office” sempre fez parte das previsões do CIFS para o futuro do trabalho.

André Brik, sócio-diretor do ITP – Instituto Trabalho Portátil, que oferece consultoria para implementação de “home office” desde 2003 e já apoiou sua implementação em algumas dezenas de grandes empresas no Brasil, informa que quase 50% das empresas operando no país já adotavam alguma modalidade de trabalho remoto antes da crise.

“As empresas que já adotavam o trabalho remoto em algum grau terão mais facilidade para se adequar ao momento. As que estão começando agora, precisarão acelerar sua curva de aprendizado. Não é apenas uma questão de tecnologia. O desafio é cultural, e demanda mudanças em processos de gestão e modelos de liderança.” – André Brik

O ITP, que nasceu em Curitiba, acumulou grande experiência nos desafios dessa modalidade de trabalho em seus 17 anos de operação no Brasil.

Amelia Caetano, consultora associada do ITP sediada em São Paulo, afirma que as grandes empresas vêm adotando o modelo de trabalho remoto nos últimos anos como forma de se tornarem mais atrativas para seus colaboradores e reduzir custos operacionais.

“Todos saem ganhando com a implementação do trabalho remoto. Melhora a qualidade de vida do colaborador, que não precisa se deslocar para o escritório todos os dias, a empresa pode reduzir seu espaço físico, que representa uma boa parcela de seus custos fixos, e a sociedade ganha sustentabilidade pela redução dos deslocamentos.” _ Amélia Caetano

Para contribuir nesse momento emergencial, o ITP compartilhou uma lista com 19 ítens de atenção para quem vai trabalhar em casa pela primeira vez, em decorrência da pandemia do Sars-CoV-2.

A lista pode ser acessada neste link.

 

Muitas empresas estão sendo obrigadas a enviar seus times para trabalharem em casa para minimizar a probabilidade de contágio.

“Em boa partes dos casos, dada a urgência, o processo é improvisado e a experiência pode ser traumática, trazendo perda de produtividade e gerando conflitos desnecessários entre colegas e familiares. Preparamos essa lista com as 19 recomendações básicas para ajudar as empresas e as pessoas nesse primeiro momento.” – explica André.

Amelia ressalta que, além da consultoria e dos treinamentos presenciais, o ITP também oferece programas de treinamentos remotos para esse momento emergencial.

Com base nas dicas do ITP, a Arguta elencou os 7 Pecados Capitais do trabalho remoto.

Os leitores podem colar em sua nova mesa de trabalho.

www.aquitemtrabalho.com.br

Fonte: https://www.arguta.com.br

Autor Link sugestão: Flavio Ferrari

https://media-exp1.licdn.com/dms/image/C4D03AQFgSM0TzjCFKA/profile-displayphoto-shrink_200_200/0?e=1602115200&v=beta&t=MuWU4xm4iL7rn7t7tFh8B2H92_VEG6v5E1FhHDBbP_o

Head of Ad Innovation & Strategy na CNN Brasil | Consultant and keynote speaker for future scenarios

Chefe de Inovação e Estratégia de Anúncios na CNN Brasil | Consultor e palestrante para cenários futuros

Contato:https://www.linkedin.com/in/flavioferrari1/

Postado por: https://aquitemtrabalho.com.br

 

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *